Páginas

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Senador rebate ataques de O Liberal

Senador rebate ataques de O Liberal (Foto: Thiago Gomes/Arquivo)
De propina quem entende é o sócio do grupo Liberal, que se chama Simão Jatene. Ele recebeu junto com o sócio Sérgio Leão a quantia de R$ 16 milhões, paga pela Cerpasa para isentar a empresa de um débito de R$ 50 milhões de ICMS juntp ao governo do Estado. E quem diz isso não sou eu, é o Ministério Público”. A afirmação é do senador Jader Barbalho, respondendo a acusações publicadas pelo jornal O Liberal, em sua edição de ontem.
Jader explica que há 32 anos, desde sua eleição para governador em 1982, sofre perseguição implacável por parte do grupo Liberal. “Sou combatido porque talvez tenha sido o único governador paraense que não se curvou à prepotência e não se entregou aos interesses, nem abriu os cofres e liberou verbas bilionárias do Estado em publicidade a esse grupo de marginais”.
Sobre a tentativa de envolvimento de seu nome pelo jornal no episódio da denúncia de ex-diretor da Petrobras, Jader cita o rumoroso caso Cerpasa, no qual o governador é acusado judicialmente de receber da empresa, junto com o então secretário Sérgio Leão, R$ 16 milhões para perdoar um débito de R$ 50 milhões em ICMS que a companhia tinha. Acrescenta que a acusação consta de inquérito que tramita no STJ, realizado pelo Ministério Público Federal (MPF), a partir de diligência feita pela Polícia Federal e Ministério Público do Trabalho, “que encontrou documentação, inclusive anotações no computador da Cerpasa, de todos os repasses da propina para Simão Jatene e Sérgio Leão”. Devido a isso, ambos respondem a inquérito 465, aberto no STJ, sob comando do ministro relator Napoleão Nunes Maia Filho.
“Portanto, se há um propineiro neste Estado, ele se chama Simão Jatene, que tem o apoio do Grupo Liberal, cuja origem vem do maior contrabandista do Pará – inclusive de armas – que fez nome na história do contrabando nos anos 50 e 60, com reportagens publicadas pelo jornal O Globo. Entrevistado no antigo Grande Hotel, na ocasião o contrabandista disse ao jornalista como conseguia contrabandear e fornecer armas. Esta é a origem deste grupo de comunicação acostumado a fazer extorsão, não só de governos, mas de empresas e pessoas”, denuncia. “E, quando a extorsão não funciona, eles partem para a agressão física, como fizeram quando espancaram o jornalista Lúcio Flávio Pinto”.
Segundo Jader, “agora mesmo os Maiorana querem derrubar um prédio exclusivamente porque atrapalha empreendimento imobiliário deles. Quiseram prejudicar uma auditora da Receita Federal que apreendeu um jatinho do grupo, atingindo criminosamente a empresa Freire Melo, por ser esposa de um dos sócios da construtora, pois, fazendo jus à tradição familiar e genética, importaram um jato do contrabando, que foi financiado com contrato fraudulento com o governo do Estado, para ser todo financiado com dinheiro público. Um jato de contrabando! O pai trazia armas e outros objetos. Os filhos se aperfeiçoaram tanto que trazem jatinho de contrabando dos Estados Unidos”.

PROPINEIRO
“Quanto à tentativa de me envolver com um lobista que atuaria na Petrobras, identificado como Jorge Luz, quem teve ou ainda tem vinculação com o sr. Jorge Luz é o governo do PSDB. Foram eles que negociaram com este lobista o contrato na Cosanpa de prestação de consultoria. Quem tem ligação com o lobista são eles, os mesmos que são sócios dos Maiorana nas verbas de publicidade e outras falcatruas. Os Maiorana têm de reputação conhecida neste Estado pela ação criminosa, delituosa, extorsionária e de pressão contra aqueles que ousam contrariar seus interesses”, acrescenta.
Jader faz questão de destacar a motivação dos ataques do grupo Liberal. “Como nunca me curvei nem vou me curvar a esta quadrilha, eu pago o preço de acusações infundadas, nunca provadas. Como no caso da Sudam, quando o grupo Maiorana desviou recursos do órgão para o projeto de um hotel de selva no Amazonas, que depois passaram para um pobre ‘laranja’ chamado Geraldo Penteado, que acabou pagando pelo crime. Desviaram milhões de reais do tal hotel, não devolvidos aos cofres da Sudam. Como desviaram também recursos de um pseudoprojeto de suco de frutas, que depois modificaram para uma fábrica de tubaínas, escapando da condenação pela via da prescrição, depois de terem confessado que efetivamente tinham desviado o dinheiro do financiamento da Sudam. São esses bandidos que tentam arrotar moralidade, imaginando poder enganar a opinião pública do Pará, que os conhece de sobra”, ressalta o senador. 

Cenas Fortes: Pistoleiros invadem cabaré e matam várias prostituas a tiros

O vídeo abaixo mostra várias mulheres foram mortas com disparos de armas de fogo. Embora as informações quanto ao incidente são poucas, mas segundo informações, as prostitutas foram mortas e outras feridas após homens armados invadiram um bordel em Ciudad Juarez, no México e abriram fogo contra as meninas que trabalham lá vendo prazer.

Os os motivos da chacina não nos foi repassado, mais a fonte que forneceu o vídeo diz que a cena é bastante sangrenta e vários corpos foram encontrados mortos e agonizando.



 Fonte: Blog do Gari Martins da Cachoeira 

Uruará: Falta de iluminação e sinalização na Avenida Pará ocasiona acidente fatal

No início da noite deste domingo, 07, um acidente na Avenida Pará, Bairro Boa esperança, região centro-leste da cidade de Uruará, acabou ceifando a vida de Raiza Nayara Silva dos Santos, 27 anos.

A falta de iluminação e falta de sinalização contribuíram diretamente para que o acidente acontecesse, ao seguir pela referida Avenida onde estava sendo feito o serviço de terraplanagem. Raiza provavelmente não viu a existência de um monte de terra no meio da Avenida no qual colidiu com sua motocicleta sofrendo lesões graves.
 
A polícia militar e a polícia civil foram até o local de onde acionaram o SAMU que não compareceu no local com a urgência requerida pela situação, deste modo os investigadores Eládio e Tadeu removera a vítima encima de uma tábua numa caminhonete para o hospital municipal onde Raiza faleceu pouco tempo depois.

De acordo com o soldado PM Rivaldo, que esteve no local do acidente a viatura do SAMU só chegou ao local depois que a vítima já havia sido removida, a demora se deu porque o SAMU Uruará precisa de uma autorização da central de Altamira para a viatura poder sair da garagem e prestar socorro as vítimas de acidentes ou a quem quer que precise de atendimento.

Os acidentes estão cada dia mais freqüentes no trânsito de Uruará e não se observa nenhuma movimentação do poder pública para frear esses crescentes números que só aumentam, seja pela imprudência ou, como no caso informado, falta de iluminação e sinalização.

Por: Joabe Reis

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Mulher que estava desaparecida é encontrada morta em Altamira


Rilza Lima da Silva foi encontrada morta. A vítima possivelmente tenha sido estuprada antes de ser morta e estava desaparecida havia quatro dias. O corpo de Rilza foi encontrado no conjunto residencial Viena a cerca de 3 km do centro de Altamira.


INFORMAÇÕES

Ventos fortes geram prejuízos em Altamira



Um vendaval que atingiu a cidade de Altamira, sudoeste do Pará ontem, 5, destruiu árvores e placas.

Algumas residências foram destelhadas. Segundo a Defesa Civil, os ventos atingiram 80 km/h. Um homem ficou ferido.

Uma torre de transmissão de sinal de TV caiu no centro da cidade.






Fonte: O Xingu

BR 230 TRANSAMAZÔNICA CONTINUA INTERDITADA



A queda da ponte sobre o rio Aracatú, na rodovia Transamazônica, deixou municípios do sudeste do Pará isolados. A estrutura danificada, que fica entre Pacajá e Novo Repartimento, causa transtornos na rotina de quem costuma seguir pela via, também chamada de BR-230. Quem precisa chegar a Pacajá, Altamira e Anapú, precisa seguir de avião ou em pequenas embarcações.

A dona de casa Luzinete Pires tem filhos pequenos e diz que a situação fica muito complicada por precisar desembolsar R$ 2 por pessoa para atravessar o rio. "Agora está muito difícil, porque para atravessar todo dia o rio com crianças pequenas, pagando dois reais cada um, não tem como. Um dos meus filhos vai ficar sem ir para a escola hoje. Até endireitar essa ponte vai ficar sem aula”.

Manifestação em Souzel por falta de energia em escola


Na região do Baixo Xingu, alunos, pais de alunos, professores e servidores da Escola Rosa Alvarez Rebelo recentemente reconstruída na cidade de Senador José Porfirio, pararam as aulas nesta quinta-feira 07, e saíram nas ruas em passeata com cartazes e faixas, eles protestam contra demora da CELPA em realizar a ligação da rede elétrica na instituição de ensino.

"Desde o início do ano que estamos sofrendo com a falta de energia na escola, durante a tarde é uma situação insuportável nas salas de aula, alguém precisa tomar uma providência os alunos estão sendo seriamente prejudicados" Disse a Diretora da escola Profª. Irandir.


O manifestou passou pela Sec. de Educação, na frente da Celpa, prefeitura e terminou na frente do Fórum da cidade, em que um defensor público recebeu as reclamações dos manifestantes.

Tentamos contato com a empresa Celpa em Altamira, segundo a gerência, até o dia 15 de setembro toda a ligação na Escola estará concluída e os alunos poderão usufruir do fornecimento de energia na instituição.
Texto: Felype Adms
Foto: Inácio Souto